Instagram

Follow Me!

Carreira Sem categoria

Seu blog, seu portfólio

2 de setembro de 2019

Há quem diga que com tantas redes sociais, o fim dos blogs foi decretado de vez no mundo digital. Mas não é bem por aí, o blog continua vivo e ativo e com muito poder de persuasão e atração de pessoas.

Os blogs do tipo “diário” muito famosos no início dos anos 2000 realmente foram substituídos pelas redes sociais. Não há mais sentido em fazer um post simples como um “look do dia” ou “recebidos” com tantos veículos mais atrativos e mais rápidos disponíveis na tela do celular, sem que ninguém precise digitar www.xyx.com.

O blog dos dias de hoje, se bem utilizado, pode ser uma poderosa ferramenta de construção de marcas e vendas online. Como?

Construindo sua marca

Ao postar, por exemplo, um projeto do seu escritório nas redes sociais, você encontrar uma série de limitações para mostrar a metodologia, técnicas e pesquisas que foram necessárias para concluir aquele trabalho. Mas se você utilizar um blog para escrever um texto, mostrar moodboards, croquis e vídeos criando uma narrativa para aquele projeto, você constrói autoridade pra você e seu escritório. No final do post você ainda pode fazer uma call-to-action para alguma página de vendas.

Isso é o chamado marketing de conteúdo: mostrar para sua audiência sua autoridade naquele assunto, engajando com sua rede de clientes e gerando valor para as pessoas a fim de criar uma marca que possa gerar negócios.

Produzir conteúdo relevante é a melhor forma de colocar seu blog como exemplo de pesquisa e referência convidando seu cliente a fazer parte do seu universo.

O tal do SEO…

“Ah, mas eu posso fazer isso pelo stories ou IGTV….”

O stories e IGTV do instagram, além de não serem ranqueados nas pesquisas do Google através do SEO (Search Engine Optimization – Otimização para mecanismos de busca), ainda por cima, ficam dentro de uma plataforma que não é sua e eu já falei disso nesse post aqui.

Na verdade, as redes sociais deveriam servir como iscas para levar as pessoas para sua página e assim eles terem mais interesse no seu conteúdo, entendendo que o seu trabalho é muito mais profundo do que uma foto.

Hoje eu não tenho portfólio físico e nem digital. Quando me pedem uma amostra do meu trabalho, digo: Entre no meu blog, lá tem tudo. Minha bio, meus textos, meus projetos detalhados, meus livros, todos divididos por páginas de interesse. E ainda tenho a ferramenta de busca disponível no topo para que ele pesquise dentro da própria página o que deseja encontrar num funil imenso de conteúdo.

Se você é multifuncional e generalista como eu (e hoje em dia, nesse mundo digital veloz, temos todos de ser) é muito mais dinâmico o formato blog do que o portfólio tradicional, mesmo que você tenha os dois. Vale a pena pensar com carinho e montar a sua página com a sua cara e do seu jeito sem nenhum mega veículo para controlar a maneira que você divulgar o seu trabalho.

De verdade, considere ter um blog… garanto que você não vai se arrepender!