O Fast Decor da Lídia: uma dose de alegria e reorganização de memórias!

Ana Lídia veio até nós com um problema: sentia uma necessidade urgente de renovar os ares da sua sala, trazendo uma dose extra de alegria para o ambiente que há 7 anos vinha se desenhando de forma aleatória, e que já não a satisfazia – pelo contrário – gerava nela mais angústia.

– “Esse piso é muito escuro” | – “queria que essa parede tivesse uma cor, mas não sei qual” | – “preciso mudar isso” | – “acho que tem coisa demais aqui” |  Essas foram algumas das reclamações ditas pela nossa cliente – uma pessoa que, logo no primeiro contato, você já sentia que é daquelas pessoas puro astral!

A necessidade de priorizar outras áreas da vida não permitia um orçamento oneroso para as mudanças, tampouco para uma grande reforma – prevista para daqui a mais um tempo.

E com este cenário tínhamos um fast-decor desafiador pela frente: uma sala repleta de lembranças afetivas concretizadas no mobiliário herdado da avó, nos objetos cativados em viagens, nos instrumentos que musicalizam o convívio da família – composta por ela, seu maridos e seus dois filhos: uma menina e um menino prestes a entrar na adolescência.

Não se tratava de uma simples renovação: mas de uma reorganização com todo o cuidado que qualquer biografia merece.

fd-lidia-01

Então começamos os trabalhos: antes de marcarmos o grande “dia (f)D” conversamos com Lídia sobre as possíveis cores para a parede e sugerimos trocar o estofado das poltronas, que já nem possuíam uma cor muito definida.

Para não ter erro na dose de alegria, fechamos no amarelo para a parede e turquesa para as poltronas! Na sala de TV e música decidimos por tirar o peso do painel de madeira escuro, revestindo-o com um papel de parede claro, assim aquele painel não mais “oprimiria” quem estivesse sentado!

Como algumas coisas não tem como mudarmos no mesmo dia (afinal, isso não é uma gravação para um programa de TV, certo?! hehehe) acertamos com ela as seguintes etapas:

  1. Seria feita a troca de revestimento das poltronas
  2. Em seguida, faríamos o Dia fD (o dia da reorganização propriamente dito)
  3. Por último, ela faria a pintura das paredes, a aplicação do papel (que seria no próprio dia fD, mas acabou que não deu) e executaria o que surgisse para execução pós-fd.

Escolhemos o tecido e em uma semana as poltronas estavam novas e já deram um up no ambiente!

antes e depois das poltronas da sala

Antes e depois das poltronas da sala.

Em seguida, agendamos O Dia em que chegaríamos com os carros carregados de objetos e a cabeça de ideias!

Eu particularmente me identifiquei logo com o ambiente: apaixonada por pratos que sou, ali tinha um montão deles, espalhados por tudo quanto é parede. E foi por eles que começamos: a ideia seria reunir todos em uma única parede, fazendo uma grande composição, trazendo unidade à grande variedade de pratos.

Os pratos antes espalhados por vários locais, ficaram todos juntos em uma única composição.

Os pratos, antes espalhados por vários locais, ficaram todos juntos em uma única composição.

Checamos se havia possibilidade de mudar o layout, mas a premissa de manter todos os móveis não deu muita margem para mudanças. Além do mais, ainda havia um volume por vir: um grande piano de herança que estava em manutenção há quase 1 ano e que deveria ter seu espaço considerado. Então mantivemos o layout e nos detemos à organização estética do ambiente, com algumas pequenas mudanças.

Tiramos o baú antigo da sala e o relocamos na sala de tv, a adega foi para o lado direito (de quem olha) do sofá – liberando o lado oposto para inserirmos uma luminária de piso ao lado da mesa lateral. Uma luz quebrada para opção de um ambiente relaxante. Ponto apreciadíssimo por eles!

Invertemos a posição da adega e mesa lateral e adicionamos uma luminária de piso.

Invertemos a posição da adega e mesa lateral e adicionamos uma luminária de piso.

Modificar o piso estava fora de cogitação no momento, sendo previsto para uma futura reforma. Mas era preciso amenizar a quantidade de madeira no ambiente (já bem forte no buffet e na cristaleira antigos). Optamos então por um tapete claro e sintético (requisito da integrante canina da família)!

Além disso, fizemos uma curadoria junto com Lídia para saber que quadros poderiam sair do ambiente e quais tinham de permanecer. Alguns estavam ali apenas por estar – não tinham nenhum valor afetivo, tampouco apego estético. Assim, diminuímos a quantidade de quadros e inserimos um quadro mais colorido e moderno, para trazer mais colorido. Completamos a vista com almofadas dentro da paleta de cores.

Outro destaque vai para a mesa de costura da máquina de costura, um item apreciado pela moradora. Para dar um ar diferente, pintamos o vidro da mesa com spray roxo, no dia mesmo, e já mudamos a cara dela. A princípio, a deixamos no local onde entraria o grande piano, para depois ela ganhar seu espaço definitivo na varanda.

O tampo da mesa de costura recebeu spray roxo em seu verso e ganhou cara nova!

O tampo da mesa de costura recebeu spray roxo em seu verso e ganhou cara nova!

Na sala de TV, que também é uma sala de música, a ideia era deixar  o ambiente mais leve e descontraído. Optamos por substituir o sofá tradicional por um de pallets com futton alto e muitas almofadas. No Dia Fd, trouxemos os paletes e simulamos como ficaria o sofá com um colchão e as almofadas existentes. Assessoramos a escolha do tecido e indicamos o estofador para confeccionar o estofado definitivo.

O sofá de paletes virou o xodó da casa!

O sofá de paletes virou o xodó da casa!

E o sofá antigo? Bem, a primeira ideia seria descartar, mas aí na hora veio o estalo de tentar colocá-lo na varanda. Foi arrasta dali, arrasta daqui e percebemos que ele não daria, a não ser que – arrancássemos um dos braços dele! Com o aval de Lídia (e sua ajuda também), reuni toda a minha força bruta e conseguimos arrancar o bendito braço! E o resultado: coube perfeitamente na lateral da varanda! E foi mais um ponto apaixonante do Dia Fd! Claro que será preciso trocar seu revestimento para um resistente à água, mas isso ainda estar por vir!

O sofá que seria descartado, ganhou seu espaço na varanda!

O sofá que seria descartado, ganhou seu espaço na varanda!

Na parede da TV optamos por aplicar um papel de parede sobre o painel da TV, para diminuir a quantidade de madeira escura e deixar o ambiente mais leve.

O charme ficou por conta dos instrumentos: violão e as baquetas das alfaias foram todos para a parede, formando uma composição de função estética e funcional ao mesmo tempo, pois evita dos instrumentos ficarem pelo chão. Os agbés ganharam destaque na parte que ficou sem estofado dos paletes, deixada propositalmente para fazer função de mesa lateral.

Após a nossa organização, veio a pintura das paredes, a aplicação do papel e a confecção dos estofados. O tapete foi substituído por um outro modelo, semelhante e mais em conta, mas sem alterar a proposta de algo claro.

Depois de tudo, eis que chegou o grande piano! Realmente beeeem grande! Mas de uma qualidade excepcional e carregado de histórias. Após a chegada dele, achamos que a madeira continua pesando bastante e deixamos a sugestão para que Lídia dê uma repaginada no buffet e cristaleira antigos, com uma cor clara e um toque de cor. Esta modificação ainda virá!

E olhem o resultado final:

fast-decor-da-lidia-08

fast-decor-da-lidia-09

fast-decor-da-lidia-10

fast-decor-da-lidia-11

fast-decor-da-lidia-12

fast-decor-da-lidia-13

fast-decor-da-lidia-14

E foi assim que terminamos este fast-decor desafiador e super inspirador!

É muito bom saber que pudemos ajudar a tornar o dia a dia de uma família mais alegre e aconchegante!! Afinal, a decoração passa, mas os momentos ficam!

Desejamos toda a alegria para essa família, muito amor e convivência regadas à doce melodia dos teclados de marfim. E deixamos nosso agradecimento por nos confiar o seu lar! <3

:*

E você, interessou-se pelo serviço?? Entra em contato com a gente e aproveite para começar o ano novo com a casa de cara nova!!

Para mais informações: www.sala17.com.br


Fornecedores deste ambiente:

Espaço Casa | Villa Garden | Finni Interiores | Urban Arts Recife | Adroaldo