Instagram

Follow Me!

Sem categoria

Instagram não é portfólio profissional

17 de junho de 2019

É fato que o Instagram se tornou uma das redes sociais mais bombadas dos últimos anos com uma abrangência enorme de possibilidades abordando perfis comerciais, de serviços e até de animais. A plataforma virou quase um mini-site onde você pode contactar o perfil do criador, enviar email, criar stories interativos, salvar esse stories criando mini-páginas e até subir vídeos grandes com o Igtv.

Mas é estranho ver profissionais como designers, arquitetos, artistas, fotógrafos, estilistas utilizando a plataforma como um portfólio do seu trabalho e não como um suporte comercial daquilo que produzem. Por que digo isso?

Primeiro de tudo, o Instagram é uma rede social. Ele não é seu e ponto. A qualquer momento as regras de engajamento, leitura, organização, layout podem ser modificadas e você pode perder tudo aquilo que construiu ali dentro. Você não é dono daquele lugar, não tem controle sobre o que pode acontecer ali. O Instagram, assim como está acontecendo com o Facebook hoje, vai declinar um dia e quem construiu sua marca apenas na plataforma vai perder tudo. Se o Instagram dá uma pane de dois dias, você fica totalmente a mercê da plataforma e perde todo seu conteúdo.

O salapopstudio no instagram

A segunda coisa é que apesar de ser muito potente, o Instagram tem seus limites. Minha orientadora de mestrado dizia uma frase bem interessante pra mim: “Marília, você tem que matar a cobra e mostrar o pau. Não adianta vir com uma frase pronta, quero saber de onde veio isso, onde você se inspirou, o que você leu”.

Isso significa que ao postar, por exemplo, a imagem de um projeto de arquitetura, o ideal é aquela imagem contenha um texto completo mostrando a metodologia por trás daquele projeto, como foi o processo construtivo e criativo, quem foram os envolvidos, qual o briefing. Quem garante que você fez aquilo?

Dá pra criar lindos storytellings usando o stories, fazer post no feed com imagens múltiplas de diagramas e até vídeos explicativos em formato de conversa, mas ainda assim numa escala tão pequena como uma tela de celular, não se compara a uma reportagem de uma revista de curadoria.

O que quero dizer com tudo isso é que o Instagram é uma excelente ferramenta de divulgação, engajamento e publicidade…um drops da vida diária. Eu amo usar a rede para divulgar o meu trabalho de arquiteta e de fotógrafa e conversar mais de perto com alunos e curiosos. Mas ela não pode ser a única ferramenta para um profissional divulgar e vender o seu trabalho.

É essencial que o seu conteúdo principal e completo esteja numa plataforma que seja sua, um site ou blog no qual você tenha domínio e controle. Onde as pessoas vão poder te procurar para saber um pouco mais de você e ir além de uma tela de celular, e quem sabe até ser um canal de compra direta para algum produto ou serviço que você comercialize.

Então, me promete uma coisa, se você construiu sua carreira no Instagram, compra agora um domínio, vai no wix ou wordpress pra hospedar sua página ou contrata um webdesigner pra te ajudar nisso. Só não continue vivendo apenas atrás de uma tela de celular.

Aproveitando, me segue lá: @mamatoso @salapopstudio