Onde comprar artesanato em Recife e Olinda

Onde comprar artesanato? Vários dos nossos clientes nos fazem essa pergunta todos os dias! Pensando nisso, fizemos uma relação das lojas que mais gostamos de indicar e que achamos que tem os melhores produtos dos principais artesãos do Nordeste e principalmente de Pernambuco.

JANETE COSTA E A FENEARTE

Primeiramente queria contar um pouco como começou essa moda de colocar artesanato nos interiores! A história toda teve início com a arquiteta Janete Costa em meados do anos 80/90 quando ela começou a introduzir peças de artesãos do interior do Estado (que garimpava em suas viagens afora) dentro de projetos dela e de seu marido Acácio Gil Borsoi.  Com isso, essas peças começaram a ficar famosas  e Janete criou um novo estilo de ambientar. Devemos muito a ela e ao seu trabalho primoroso, que continua com um forte legado mesmo após a sua morte em 2008, puxado por vários profissionais que se inspiram nela e também no trabalho  feito por sua filha, Roberta Borsoi que continua divulgando o estilo de projetar da mãe.

Não por menos a Fenearte, Feira Nacional de Negócios do Artesanato, a maior feira do tipo na América Latina, tem um pavilhão todo ano dedicado à Janete! A Fenearte acontece todo ano no Recife em julho e também é um lugar maravilhoso para se comprar artesanato, mas pena que só dura 9 dias.

fenearte alameda dos mestres artesanato fenearte artesnato fenearte

LOJAS

Artes do Imaginário Brasileiro

A loja Imaginário Brasileiro é onde costumamos garimpar os artesanatos que usamos nos nosso projeto de fast-decor. Ela fica em Olinda no Alto da Sé num casarão antigo lindo de morrer e tem um acervo enorme, desde brindes e souvenirs pequenos para lembrancinhas de viagem e até peças maiores de artesãos famosos como Mestre Nuca, Mestre Fida e Ana das Carrancas.Além de Olinda eles tem loja em Natal e também tem lojinha online.

artes do imaginario brasileiro artes do imaginario brasileiro artes do imaginario brasileiro artes do imaginario brasileiro

Casa da Cultura

A Casa da Cultura é o antigo presídio do Recife que foi construído em 1855 e funcionou como penitenciária durante 118 anos, depois do seu fechamento o conselho de cultura da cidade do Recife teve a ideia de transformá-la num centro de artesanato para turistas sendo inaugurado para tal fim em 1976.

Hoje, a Casa da Cultura é visita obrigatória de todos os turistas que chegam ao Estado com peças de mais de 149 municípios. As antigas celas – que também abrigaram personalidades como: Antonio Silvino, Gregório Bezerra, Paulo Cavalcanti, Graciliano Ramos, entre outros – foram transformadas em 150 lojas de artesanato, livrarias e lanchonetes.

Em termos de peças grandes e de trabalhos dos principais mestres não tem tanta coisa, mas produtos menores e artigos em renda e tecidos são o principal motim da CC, além claro da variedade de produtos e lojistas, já que são 150 lojas no espaço.

casa da cultura

casa da cultura casa da cultura casa da cultura

Centro de Artesanato de Pernambuco

O CAP ou Centro de Artesanato de Pernambuco foi inaugurado há 5 anos com a proposta de concentrar desde artigos pequenos como souvenirs de viagem até trabalhos dos grandes mestre de Pernambuco…. Tem mais de 16 mil peças de 500 artesãos concentrados nas alas de barro, madeira, infantil, tecidos, pedra e mobiliários.

Fica no Recife Antigo ao lado do Marco Zero numa paisagem agradabilíssima de passear e fazer compras bem em frente ao mar e perto da zona de restaurantes do Porto Novo. Os preços são muito bons (quase como se você tivesse comprando direto do artesão), além de também promoverem exposições esporádicas e uma ala com artigos típicos de datas festivas como o São João e o Natal.

centro do artesanato de pernambuco

centro do artesanato de pernambuco centro do artesanato de pernambuco centro do artesanato de pernambuco

Mercado da Ribeira

O Mercado da Ribeira fica em Olinda, no antigo mercado de escravos da Cidade Alta. Além das lojinhas tradicionais de souvenirs, o mercado possui alguns boxes de artesãos especializados em trabalhos diferenciados como talha de esquadrias e móveis.

mercado da ribeira mercado da ribeira mercado da ribeira mercado da ribeira

 

MOSTRAS DE DECORAÇÃO

As mostras de decoração, principalmente aqui em Pernambuco e no Nordeste em geral estão sempre utilizando o artesanato como motim e inspiração! Só esse ano tivemos a Casa Cor e a Mostra do Artesanato de Pernambuco com trabalhos incríveis de espaços só para valorizar o artesanato.

 

CasaCor Recife

Na Casa Cor Recife o Sebrae montou uma lojinha cujo projeto da minha amiga Adriana Porto com sua sócia Luciana Neves misturou o estilo contemporâneo com a rusticidade para valorizar as peças vendidas no espaço. A loja fez tanto sucesso que eles tiveram que repor as peças rapidamente de tanto que as vendas bombaram.

casa cor recife sebrae casa cor recife sebrae casa cor recife sebrae

 Mostra do Artesanato de Pernambuco

A Mostra do Artesanato de Pernambuco também foi um evento promovido pelo Sebrae e pela loja Alameda Decor aqui de Recife que eu e Cecília participamos e o objetivo era justamente criar espaços misturando móveis da loja com peças de artesãos representados pelo Sebrae.

Misturamos peças do mestre Abias de Igarassu, da Cerâmica do Cabo e de Daivison Ricardo junto com móveis contemporâneos e muita vegetação num ambiente super colorido que chamamos de casa brasileira. Os lambe-lambes imitando ladrilho hidraúlico de Guilherme Luigi à venda na Muma e os quadros de Lúcia  Pereira também ajudaram a compor o espaço.

mostra alameda sebrae mostra alameda sebrae mostra alameda sebrae mostra alameda sebrae

 

UM FAST DECOR ARTESANAL

E pra finalizar um exemplo de como usar artesanato na sua casa! Esse é o fast-decor justamente da família que é dona da loja Imaginário Brasileiro e nós claro, não poderíamos deixar de explorar o artesanato e as peças da loja em suas minúcias para mudar o espaço que estava super escuro e sem vida!

A madeira que era muito presente foi neutralizada com alguns móveis brancos e o tapete azul serviu para esconder o piso que já estava bastante desgastado e marcar a sala de estar, para compor com o tapete as cadeiras azuis-marinhos, assim como almofadas também em tons azul-marinho e também na cor laranja para criar contraste e dialogar com o quadro que colocamos em cima do sofá que era bem colorido com cores saturadas e já pertencia à família.

No mais, reorganização do layout que era bem confuso, com a retirada de um segundo sofá enorme no local das cadeiras azuis que trouxemos e reposicionamento da estante que ficava atrás da mesa de jantar e atrapalhava a circulação da cozinha. E muiiiiito artesanato com peças bem colorida de madeira, barro e papel do jeitinho que a família gosta! E pra coroar, os quadros de Samico, Eriksson e Jota Borges, nada mais representativo do Nordeste do que eles.

fast decor fast decor DSC_0074

 

 

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar