Composição de Ambientes: domine essa técnica!

A arte da composição de ambientes não é tão fácil como se pensa… mas é algo sim que dá para aprender. Compor e harmonizar algo seja nos interiores, na arquitetura, nas roupas, nas ilustrações exige um domínio apurado de teoria da cor, regras compositivas, geometria, história da arte, entre outros. Quanto mais praticamos e estudamos tudo isso, mais a composição flui de uma maneira natural.

Então vamos falar um pouco dessas Regras Compositivas com imagens:

REGRA DOS TERÇOS

É uma técnica bastante utilizada na fotografia e que serve muito para fazer composição de ambientes. Estudos chegaram à conclusão que quem observa uma imagem olha mais depressa para um dos pontos de cruzamento do que para o centro da fotografia. Então dividi-se a “tela” em duas linhas horizontais e duas linhas verticais, em que os 4 pontos de interseção dessas 4 linhas são os pontos onde os nossos olhos têm maior atenção. 

composição_REGRA DOS TERÇOS copy

Projeto nosso: Aqui fica bem claro a divisão do painel em 9 partes, seguindo a Regra dos Terços na modulação.

SIMETRIA

Os seres humanos são bastante atraídos pela simetria, boa parte dos nosso ideais de beleza são simétricos e composições que usam desse artifício costumam ficar bastante harmônicas e equilibradas. Claro que a assimetria também é algo incrível numa composição se bem usada, mas você deve dominar bastante as técnicas para que a assimetria não acabe virando algo fora do contexto. Por isso, se tem pouca experiência em compor, melhor deixar para brincar com a assimetria quando tiver mais domínio das técnicas.

composição_SIMETRIA copy

Projeto de Fast Decor da gente também: Aqui a simetria é bem marcada no meio do sofá e entre os quadros.

DIAGONAIS

Usar as diagonais numa tela também é um bom indicativo de dinamismo, já que elas promovem uma leitura inteira do espaço. Se você quer dar uma cara de ação e movimento, abuse dos elementos diagonais. Linhas verticais e horizontais costumam ser mais pacíficas e indicar calma e serenidade.

composição_DIAGONAIS copy

Projeto Porto Neves para a Casa Cor: As linhas diagonais das prateleiras servem para dar dinamismo e movimento ao projeto.

CORES

Utilizar as cores de maneira correta é uma prática poderosa da composição. Usar cores análogas para criar padrões ou cores complementares para criar contrastes e dinamismo são práticas bem comuns quando criamos um projeto. Definitivamente dominar a teoria das cores é imprescindível para fazer uma bela composição.

Cores podem aumentar ou diminuir um espaço, torná-lo calmo ou agitado, menor e a até maior!!!! Já fizemos dois posts bem completos sobre o poder  das cores, vocês podem acessar aqui o de paletas e aqui o de teoria da cor.

composição_CORES copy

Fast Decor da gente também: As cores azul e laranja se repetem em diferentes tonalidades no tapete, nas cadeiras, nas almofadas e também nos quadros.

PADRÕES E REPETIÇÕES

Padrões e repetições tem um grande apelo para os olhos, que tenta encontrar unidade quando visualizada um objeto através de elementos parecidos. Usamos bastante essa regra com as cores, utilizando cores análogas  dentro de uma mesma tela para equilibrar. Mas nesse caso da foto abaixo foi a geometria do quadrado que se repetiu.

composição_PADRÕES E REPETIÇÕES copy

Projeto nosso de Fast Decor: A repetição dos quadrados fica evidente nos puffs azuis, nas almofadas e no tapete também com marcação de quadradinhos.

LINHAS GUIAS

O uso de perspectiva e linhas de objetos não só dão uma melhor ideia de dimensão, mas também colabora para contar uma narrativa, nossos olhos são guiados por essas linhas que muitas vezes estão implícitas.

Ajuda bastante tirar muitas fotos do ambiente, colocar um papel manteiga em cima e ir riscando linhas imaginárias. Aí você vai descobrindo linhas que já existem no espaço e complementando com outras inseridas por você que podem surgir por meio de cores ou objetos.

composição_LINHAS GUIAS copy

Projeto Porto Neves para a Casa Cor: Fica bem claro aqui a marcação das linhas-guias que guiaram o mobiliários do projeto e a divisão do espaço.

CONTRASTE

Uma das melhores maneiras de destacar uma imagem é através do uso de contraste, seja de cores ou formas. Quando queremos deixar uma composição dinâmica é sempre importante prestar atenção no contraste, que pode ser conseguido através de um objeto que se destaca no ambiente. Se esse objeto estiver no cruzamento das regras dos terços então, mais contrastante ele vai ser dependendo da forma, cor e do cenário que ele está inserido.

composição_CONTRASTE copy

Projeto Nosso para uma casa de praia: As cadeiras de cores diferentes se destacam e marcam um forte contraste em relação aos outros objetos do espaço, quebrando a monotonia.

 

Viram que é o equilíbrio e a junção de todas essas regras e não só aplicá-las sozinhas que vai fazer a engrenagem funcionar, né? No começo parece bem difícil, mas quanto mais você pratica, mais vai ficando fácil harmonizar e fazer composições interessantes  de projetos.

Lembrando que essas regras ajudam, elas não são obrigatórias e ninguém deve endoidar fazendo checklist se cumpriu todas elas. Às vezes quando temos uma boa intuição, nem precisamos de regras, burlamos todas elas e o ambiente sai lindo do mesmo jeito.

O que ajuda bastante na hora de compor, além das fotografias que falei em cima, é desenhar elevações dos ambientes e ir riscando com lápis, vale qualquer ferramenta nessa hora… tirar muitas fotos e desenhar com papel manteiga por cima, como falei lá em cima também ajuda muito… não tem segredo, é só prática!

 

Salvar

Salvar