Design Inovação

CES 2020: As três principais tendências da Consumer Eletronics Show

14 de janeiro de 2020

A CES ou Consumer Electronics Show é uma das maiores feiras de eletrônicos e tecnologia do mundo e acontece todo mês de janeiro em Las Vegas, atraindo investidores, empresas e jornalistas ávidos por se inteirar das novidades em robótica, eletrônicos e eletrodomésticos.

Esse ano, a CES veio bem especial, já que iniciamos uma nova década nesse mês e os lançamentos e novidades da feira vieram ditar, mais do que nunca, os gadgets que entrarão nas nossas casas, trabalho e lazer num futuro bem próximo.

Segundo matéria da Fast Company, a CES desse ano nunca representou tanto nossos valores como antes, com gadgets preocupados com demandas gritantes da sociedade como sustentabilidade e limpeza do ar.

Vamos dar uma checada nas principais tendências:

Design Distópico

Especialistas em diversas áreas afirmam que o meio ambiente será o carro chefe do design nos próximos anos. E isso foi observado claramente na CES com produtos até impossíveis de se imaginar há algum tempo atrás.

Por exemplo, temos a máscara Atmos, um dispositivo para se colocar no rosto, filtrando o ar poluído e impedindo que você respire substâncias tóxicas.

Máscara Atmos _CES
Imagem: Digital Trends

Eu acabei de voltar da Ásia e lá eles tem verdadeira obsessão por máscaras de pano e plástico para impedir que o ar poluído entre em seus pulmões. No Vietnam, na Tailândia, na Coréia, na China e no Japão; o uso desse tipo de produto é quase obrigatório entre a população. Nesse sentido, a Atmos acertou em cheio.

Outro produto interessante na pegada ecológica é um dispositivo que filtra a água usada em banheiros e cozinhas para que você possa beber e diminuir o uso de água em garrafas plásticas. Duas empresas tem trabalhado nessa linha, a HydraLoop e a Lang.

A Samsung também lançou um rôbo muito parecido com o BB8 de Star Wars, em formato de bolinha e equipado com inteligência artificial para funcionar como assistente virtual como a Alexa do Amazon.

O dispositivo informará se você está gastando muito água ou consumindo muita energia e tomando as providências necessárias por você para resolver o problema.

Tudo Dobrável

Um dispositivo que se dobra é muito mais prático e ergonômico do que um aparelho que não tem essa função. Na era do iphone e do ipad, onde nos acostumamos a carregar telas transparentes como se fossem tijolos apertados em bolsas pequenas, um aparelho que consegue diminuir de tamanho seria uma dádiva.

celular com tela dobrável_CES
Imagem: TechRadar

Na CES, foi apresentado o protótipo de um computador dobrável da Dell e a LeNovo veio também com um tablet com essas características. Samsung não perdeu tempo e soltou rumores de que estava desenvolvendo um celular dobrável a ser lançado em breve.

A TCL, empresa famosa por desenvolver televisões de tela plana e 4K de baixo custo, apresentou uma série de modelos de smartphones baratos (e dobráveis) a serem colocados no mercado nos próximos dois anos.

O que mais poderemos esperar na pegada dobra? TVs? Refrigeradores? Cafeteiras? Eu sinceramente não duvido de mais nada!

Design inclusivo (e um pouco invasivo)

O design inclusivo tem ajudado a resolver problemas importantes da sociedade como violência contra a mulher, engarrafamentos, alimentação e ajudado também pessoas com deficiência. Porém, digamos, que a coisa vai avançar a um ponto que chega a ser inimaginável.

Dispositivos lerão a sua face em aeroportos para fazer o seu check-in. Estive na China agora e eles já estão fazendo isso na imigração!

No instante em que a máquina leu meu rosto e meu passaporte, começou a falar português comigo: “Bom dia, coloque suas digitais da mão direita no painel”. Sério…. fiquei assustada.

A Delta, empresa aérea americana, vem testando um projeto piloto onde você não precisará mais checar o horário do seu vôo no painel do aeroporto, se apertando entre outras cabecinhas nervosas e atrasadas.

Se você scanear o seu ticket numa máquina, uma espécie de holograma vai te dizer o horário e portão exato do seu avião.

painel aeroporto delta airlines_CES
Imagem: Spectrum

Teremos também, pasmem, um vibrador que vai medir o orgasmo das mulheres, comparando com o de outras pessoas e que vai te dar dicas de como melhorar, indicando se você está além ou abaixo do esperado. Os homens também não vão perder! Uma espécie de band-aid que pode ser colado no pênis vai identificar através de impulsos elétricos se ele vem sofrendo de ejaculação precoce.

O que mais podemos esperar da próxima década em termos de eletro-eletrônicos? Definitivamente grandes mudanças e transformações vem por aí! Vamos aguardar sempre boquiabertos com tanta distopia. O que pensariam nossos ancestrais?